NOTÍCIAS

28/04/2020

Divórcio em cartório

O divórcio em cartório é uma modalidade de divórcio consensual realizada de forma extrajudicial, ou seja, sem necessidade de um processo judicial. Esse tipo de divórcio é considerado o mais simples e indicado para o casal que deseja se separar amigavelmente e não possuem filhos.

Entretanto, alguns documentos são essenciais:

  • RG e CPF, informação sobre profissão e endereço dos cônjuges;
  • Certidão de casamento (2ª via atualizada ? prazo máximo de 90 dias);
  • Escritura de pacto antenupcial (se houver);
  • Descrição dos bens (se houver) e documentação relativa aos bens (documento do Detran e certidão de ônus e ações do Registro de Imóveis);
  • Comprovante de pagamento de eventuais impostos devidos em decorrência da partilha de bens.

A escritura pública traz informações necessárias à partilha dos bens, à pensão alimentícia e tudo que se deseja constar para consumar o fim da relação de casamento, em comum acordo entre as partes.

Dessa forma, cumprindo esses requisitos, pagando as taxas devidas juntamente com a documentação necessária, o divórcio pode ser realizado em cartório. Procedendo assim, as partes economizaram tempo e dinheiro, evitando uma maior vulnerabilidade emocional, se comparado ao divórcio judicial.

Já que o fim de um casamento promove sentimentos e situações vulneráveis e delicadas ao casal, e o tempo em que o processo de divórcio leva para consumar, de fato, a separação acaba influenciando negativamente para aumentar o desgaste emocional das partes.